O que diz a Bíblia a respeito do dízimo?

O que diz a Bíblia a respeito do dízimo?

Pergunta: "O que diz a Bíblia a respeito do dízimo?"

Resposta: 
Muitos cristãos lutam com a questão do dízimo. Em algumas igrejas, a doação recebe ênfase demais. Ao mesmo tempo, muitos cristãos se recusam a se submeterem às exortações bíblicas sobre fazer oferendas ao Senhor. Dar o dízimo é para ser uma alegria e uma bênção. Infelizmente, esse às vezes não é o caso na igreja hoje.

Dizimar é um conceito do Antigo Testamento. O dízimo era uma exigência da Lei em que os israelitas deveriam dar 10 por cento das suas colheitas e animais que plantavam e criavam para o tabernáculo/templo (Levítico 27:30, Números 18:26, Deuteronômio 14:24, 2 Crônicas 31:5). De fato, a Lei do Antigo Testamento exigia vários dízimos - um para os levitas, um para o uso do templo e festivais, e outro para os pobres da terra - o que teria empurrado o total para cerca de 23,3%. Alguns entendem o dízimo do Antigo Testamento como um método de tributação para suprir as necessidades dos sacerdotes e levitas no sistema sacrificial.

Depois que a morte de Jesus Cristo cumpriu a Lei, o Novo Testamento em nenhum lugar comanda, ou mesmo recomenda, que os cristãos se submetam a um sistema de dízimo legalista. O Novo Testamento em nenhum lugar designa uma porcentagem de renda que uma pessoa deva deixar de lado, mas apenas diz que as doações devem ser "conforme a sua prosperidade" (1 Coríntios 16:2). Alguns na igreja cristã tomaram a figura de 10% do dízimo do Antigo Testamento e aplicaram-na como um "mínimo recomendado" para os cristãos em sua doação.

O Novo Testamento fala sobre a importância e os benefícios da doação. Devemos dar tanto quanto somos capazes. Às vezes isso significa dar mais de 10 por cento. Às vezes isso pode significar dar menos. Tudo depende da capacidade do cristão e das necessidades do corpo de Cristo. Todo cristão deve diligentemente orar e buscar a sabedoria de Deus na questão de participar no dízimo e/ou do quanto deve dar (Tiago 1:5). Acima de tudo, todos os dízimos e ofertas devem ser dados com motivos puros e uma atitude de adoração a Deus e serviço ao corpo de Cristo. "Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria" (2 Coríntios 9:7).

 

Àrea Restrita

© 2017 Paróquia Cristo Libertador. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Webinforsystem Soluções para sua empresa.

Nossas Redes Sociais

Endereço

EndereçoR. Guilherme de Poitiers, 35 - Jardim Santa Margarida, São Paulo - SP, 04930-240
Telefone(11) 5832-6695
Free Joomla! templates by Engine Templates